Menu

Como contribuir para o inss como autônomo?

Como contribuir para o inss como autônomo

Pessoas que trabalham de forma independente ficam na dúvida sobre como contribuir para o inss como autônomo e neste artigo você vai entender tudo que precisa fazer.

Contribuir para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) como autônomo é uma forma de garantir direitos previdenciários, como aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte, entre outros.

Descubra: Quem tem direito ao salário-maternidade 

Como contribuir para o inss como autônomo?

Como contribuir para o inss como autônomo
Previdência

Aqui estão os passos básicos para quem quer saber como contribuir para o inss como autônomo no Brasil:

Inscrição no CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica):

Antes de começar a contribuir como autônomo, você precisa formalizar sua atividade, o que pode envolver abrir um CNPJ como MEI (Microempreendedor Individual) ou uma empresa individual.

Essa etapa é importante para a regularização e cumprimento das obrigações tributárias.

Opção pelo Plano Simplificado de Previdência (INSS):

Após a formalização, você deve optar pelo Plano Simplificado de Previdência, que é uma modalidade de contribuição para autônomos que tem uma alíquota reduzida em relação ao segurado facultativo normal.

Cálculo e Pagamento das Contribuições

A alíquota de contribuição varia de acordo com o valor do salário mínimo e o tipo de plano que você escolheu (Plano Simplificado ou Normal).

É importante calcular corretamente o valor a ser pago. Você pode fazer isso acessando o site do INSS ou procurando um contador.

Gerar o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional)

Como autônomo, você deve gerar mensalmente o DAS, que é o documento de arrecadação das contribuições previdenciárias. Esse pagamento é feito através do portal do Simples Nacional.

Manter os Pagamentos em Dia

É fundamental manter os pagamentos em dia para garantir seus direitos previdenciários no futuro.

A falta de contribuição pode levar à perda de benefícios ou à necessidade de recolhimento retroativo.

Acompanhamento e Atualização

Esteja atento a eventuais mudanças na legislação e nas regras do INSS, para garantir que você esteja contribuindo de acordo com as normas vigentes.

Lembrando que as informações podem mudar ao longo do tempo, portanto, é sempre recomendável consultar fontes atualizadas, como o site oficial do INSS ou buscar orientação de um contador especializado antes de tomar qualquer decisão ou providência relacionada à contribuição previdenciária como autônomo.

Veja o que fazer: Posso sacar dinheiro com cartão vencido?

Qual o valor mínimo para pagar o inss como autônomo?

Como contribuir para o inss como autônomo
Carteira de trabalho

O valor mínimo de pagamento do INSS como autônomo pode variar de acordo com o tipo de contribuição e o plano escolhido.

Existem duas modalidades de contribuição para autônomos: o Plano Simplificado de Previdência e o Plano Normal.

1. Plano Simplificado de Previdência (MEI):

Se você é um Microempreendedor Individual (MEI), já está enquadrado no Plano Simplificado de Previdência.

O valor total mensal que você pagará inclui a contribuição para o INSS (que cobre aposentadoria por idade, aposentadoria por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte para a família) e também o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e/ou o ISS (Imposto sobre Serviços).

2.Plano Normal de Previdência (Contribuinte Individual):

Caso não seja MEI ou opte por um plano diferente, você será considerado um Contribuinte Individual e pode optar pelo Plano Normal de Previdência.

Nesse caso, a contribuição para o INSS será calculada com base em uma alíquota que varia entre 5% e 20% do salário de contribuição.

É importante verificar as atualizações e valores vigentes diretamente no site oficial do INSS ou através de fontes atualizadas para garantir que você esteja ciente das informações mais recentes sobre os valores mínimos de contribuição como autônomo.

Além disso, neste ano de 2023, a legislação previdenciária podera passar por mudanças, então é sempre recomendável consultar fontes confiáveis ou buscar orientação de um contador especializado.

Veja também: Cartão de crédito caixa tem possui anuidade 

Quem contribui com 20% do salário mínimo se aposenta com quanto?

Como contribuir para o inss como autônomo
Carteira de trabalho

A aposentadoria é um cálculo complexo e depende de vários fatores, incluindo a forma como as contribuições foram feitas ao longo dos anos, o tempo de contribuição, a média dos salários e as regras vigentes no momento da aposentadoria.

A contribuição de 20% do salário mínimo se refere à alíquota máxima de contribuição para a previdência social, mas esse valor é apenas um componente do cálculo da aposentadoria.

As aposentadorias no Brasil são regidas por diferentes regras, dependendo do regime de previdência ao qual o contribuinte está vinculado e do momento em que ocorre a aposentadoria.

Em 2021, temos algumas regras gerais para a aposentadoria por idade e aposentadoria por tempo de contribuição:

1.Aposentadoria por Idade:
Para a aposentadoria por idade, é necessário ter pelo menos 65 anos de idade para homens e 60 anos para mulheres, além de um tempo mínimo de contribuição (geralmente 15 anos).

A aposentadoria será calculada com base na média dos salários de contribuição e na alíquota vigente, que pode variar de 20% a 11%, dependendo do valor da contribuição.

2. Aposentadoria por Tempo de Contribuição:
A aposentadoria por tempo de contribuição exige um tempo mínimo de contribuição (geralmente 35 anos para homens e 30 anos para mulheres).

Nesse caso, a aposentadoria será calculada com base na média dos salários de contribuição e na alíquota vigente.

Agora que você ja sabe como contribuir para o inss como autônomo, é importante ressaltar que as regras da previdência podem mudar ao longo do tempo, e novas reformas podem impactar os cálculos das aposentadorias.

Além disso, outros fatores, como a existência de períodos de contribuição antes das regras atuais, podem influenciar no valor final da aposentadoria.

É sempre recomendável consultar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), um contador ou um profissional de previdência para obter uma estimativa mais precisa do valor de aposentadoria com base nas suas contribuições específicas e na legislação vigente no momento da sua aposentadoria.

 

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Assine nossa newsletter.

Recebe novidades sobre o mundo financeiro diretamente na sua caixa de e-mail.

Posts relacionados

Como abrir uma conta no Nubank

Como abrir uma conta no Nubank

Para abrir uma conta no Nubank, você embarcará em uma jornada simplificada e sem burocracias. Através de um processo totalmente